Calculadora de Preço de Venda

Calculadoras

Conheça a a calculadora de preço de venda do iMaquininhas que pode te auxiliar a escolher ou corrigir o melhor preço para os produtos do seu negócio!

Escrito por: Vitor Silva - atualizado em: 21/05/2024

Calculadora de Preço de Venda

Custos Fixos em Reais

Insira os custos do seu produto ou custo para a confecção. Inclua também o valor do frete e embalagem e envio.

Preço de custo
Preço total da produção ou de aquisição do produto para revenda.
Valor do Frete
Insira o valor do frete para enviar o produto para o cliente.
Custo de embalagens
Valor total da embalagem utilizada para envio do produto.

Custos Variáveis em porcentagem

Inclua nos campos os valores percentuais relativos à venda, como impostos, as taxas da máquina de cartão e também as comissões ou outras taxas.

Impostos
Insira os impostos sobre a venda do produto e a sua atividade de faturamento
%
Taxa de cartão
Taxa cobrada pelas maquininhas de cartão ou intermediação de pagamento online.
%
Comissões
Adicione eventuais comissões para funcionários ou para sites de intermediação de venda online.
%

Quanto quer ganhar por produto?

Insira o valor que se pretende lucrar com a venda do produto. Pode ser inserido um valor em reais ou em porcentagem.

Margem de lucro
Quanto de lucro quer ter sobre a venda? Insira a porcentagem e o valor em reais aparecerá no resultado.

Resultado

EventoTotal% sobre a venda
Custo unitário do produto ou serviço
Valor total do frete e embalagens.
Custos sobre a venda
Somatória de custos sobre à venda.
Sua margem de lucro
Ganho líquido total sobre a venda do produto.
Preço final ao consumidor

Quando se trabalha com vendas, é essencial calcular o preço de venda dos seus produtos para evitar ter um prejuízo com um produto abaixo do custo total, afinal, você quer ter lucro e prosperidade com seu empreendimento, não é mesmo?

No entanto, para empreendedores de primeira viagem, calcular o preço de vendas total do seu produto ou serviço pode ser algo difícil já que é necessário se considerar diversos fatores que podem passar despercebidos. Por isso, desenvolvemos uma calculadora de preço de venda para te auxiliar nessa tarefa de maneira fácil e rápida!

Como calcular o preço de venda?

Para calcular o preço de venda, é necessário que o empreendedor tenha na ponta do lápis todas as variáveis que podem aumentar o valor final de um produto ou serviço.
O primeiro paço para calcular o preço de venda de um produto ou serviço, é necessário agrupar a entrada e saída de valores do caixa do seu negócio em três grupos: Custo, Gastos e Lucro.

Ter a noção sobre essas três esferas de valores relacionados ao seu negócio é de suma importância para saber se você está tendo lucro suficiente ou perdas desnecessárias com o seu negócio.

Mas é claro, é necessário também criar um equilíbrio entre esses três pontos, mas o mais importante é que o seu lucro consiga cobrir os custos e gastos do seu negócio, mas de uma maneira que seja justa e atrativa para o consumidor final.

Veja a seguir de como usar a calculadora de preço de venda:

Como usar a calculadora de preço de venda?

Calcular o preço de venda de um produto ou serviço pode parecer uma tarefa simples, mas se feita de uma forma errada, pode gerar muitos prejuízos para o seu empreendimento.

A calculadora de preço de vendas do iMaquininhas foi desenhada para oferecer uma solução simples, rápida e automática para você que deseja tomar as melhores decisões para o seu negócio! Veja a seguir o passo a passo de como utiliza-la:

1. Insira os custos fixos

Para começar a utilizar a calculadora de preço de vendas, considere a princípio os custos fixos do seu produto ou serviço. Esses podem ser o custo de aquisição ou de produção do produto. Também é necessário considerar a embalagem do produto, caso haja uma, e o custo de envio. Não se esqueça que todos os campos devem ser preenchidos com o valor em reais.

Com todos os campos preenchidos, seguimos para o próximo:

2. Insira os custos variaveis

As variáveis de produção podem ser, mas não se limitam a:

É muito importante calcular todas as variáveis sobre a venda do seu produto ou serviço, pois eles podem variar bastante e acordo com o custo para fabricação ou de ferramentas para o serviço.

Nesta etapa, os valores precisam ser preenchidos em porcentagem!

Conheça também: As melhores maquininhas de cartão do mercado!

3. Insira a margem de lucro desejada

A ultima etapa é adicionar a margem de lucro desejada para finalizar o cálculo do preço de venda com o valor que deve ser cobrado sobre o produto ou serviço de acordo com as informações que você inseriu.

O campo pode ser preenchido tanto em reais quanto em porcentagem, fica a seu critério de qual escolher.

O ultimo passo é clicar em “calcular” e você terá automaticamente o resultado baseado nas informações preenchidas na calculadora.

Com isso, você terá a noção se seu produto ou serviço está gerando lucro ou prejuízo para o seu negócio, assim, poderá reajustar o preço de venda se necessário e tomar as melhores decisões para o seu empreendimento.

Como calcular o preço de venda?

Um dos principais fatores para o sucesso do seu negócio é aprender a calcular o preço de venda do seu produto ou serviço prestado, mas existem diversos fatores que devem ser levados e consideração e que podem passar despercebidos se você ainda é inexperiente.

Para calcular o preço de venda de forma correta é necessário se considerar todas as variáveis de que podem impactar nos seus ganhos finais e que não se resumem apenas ao custo de aquisição ou produção do seu produto. É necessário ter noção de três fatores muito importantes para se calcular o preço de venda.

1. Custo

Primeiramente, você precisa incluir o custo fixo do seu produto.

Para iniciar a calcular o preço de venda do seu produto ou serviço, é necessário levar em conta os valores relacionados produção. Esse geralmente é o fator mais óbvio e claro para empreendedores quando está calculando o preço de venda, mas não é o único que deve ser levado em consideração.

O custo está relacionado diretamente aos gastos operacionais da empresa, por exemplo:

  • Matéria-prima para confecção;
  • Reposição de estoque;
  • Equipamentos.

Lembre-se que o custo não será sempre o mesmo, ele pode aumentar ou diminuir de acordo com a demanda de produção, e outros fatores externos, então fique sempre atento a isso!

2. Despesas

As despesas do seu negócio também devem ser levadas e consideração para calcular o preço de venda do seu produto ou serviço!

Mas qual a diferença entre custo e despesas? Enquanto o custo está relacionado diretamente com gastos operacionais, as despesas estão relacionadas com os gastos administrativos do seu negócio e que não dependem de diretamente de operação, como por exemplo:

  • Salário de funcionários;
  • Contas de luz, água, aluguel, alvará, etc;
  • Impostos.

Logo, para calcular o preço de venda dos seus produtos ou serviço, é importante ter na ponta do lápis os custos de operação e as despesas administrativas do seu negócio!

3. Lucro

Por fim temos o lucro, aqui deve-se considerar o quanto você quer faturar em cima da venda ou serviço prestado.

Você deverá considerar um balanço entre os gastos operacionais e administrativos, e a sua receita que deseja obter para definir de forma mais precisa por quando será vendido o produto ou serviço. Lembre-se de equilibrar os valores para o cliente final, já que o lucro só será garantido caso haja a compra de fato!

Como determinar o custo de um serviço?

É uma questão que muitos empreendedores têm dúvidas. A maioria dos prestadores de serviços costumam basear-se apenas em seus gastos com materiais e mão de obra para estabelecer o preço de venda. Isto se deve ao fato de que o produto oferecido é o conhecimento técnico e o tempo investido pelo profissional para executar o serviço.

No entanto, o valor de um serviço pode ser mais complexo de calcular, já que depende de outros fatores, tais como a dedicação do profissional, o grau de formação e conhecimento, as ferramentas e materiais usados, a remuneração do mercado e a média de preço dos serviços oferecidos.

Portanto, para calcular o valor de um serviço de forma adequada, é importante que o prestador considere suas próprias habilidades e qualificações para estabelecer um preço justo pelo seu trabalho. Além disso, muitos profissionais independentes ou autônomos usam como referência a remuneração média do mercado para facilitar a determinação do preço cobrado. Desta forma, é possível realizar uma precificação mais precisa e correta.

Quais são os impostos sobre o preço de um produto?

Como empreendedor, é crucial levar em consideração todos os custos envolvidos na produção e venda de seus produtos. Além dos gastos com matéria-prima, mão de obra, logística, entre outros, é preciso ter atenção aos impostos que incidem sobre a venda dos produtos. Afinal, eles representam uma parte significativa dos custos totais e podem impactar diretamente nos lucros da empresa.

No Brasil, a lista de tributos obrigatórios para empresas comerciais é extensa e inclui diversos impostos, como o Imposto sobre Serviços (ISS), o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ).

Por isso, é fundamental incluir esses valores ao calcular o preço de venda dos produtos, garantindo que a precificação seja realista e coerente com os custos reais da empresa. O valor dos impostos costuma ser indicado na nota fiscal do produto, fornecendo informações valiosas para o cálculo correto. Além disso, as alíquotas podem variar conforme as regras municipais e

E isso é crucial para o sucesso a longo prazo do negócio. A falta de planejamento e atenção aos impostos pode levar a prejuízos significativos, além de complicações legais que podem prejudicar a imagem e o futuro da empresa. É importante, portanto, contar com o suporte de especialistas em tributação para garantir que todas as obrigações tributárias sejam cumpridas corretamente e sem imprevistos.

Com o crescimento da empresa, os impostos sobre produtos tendem a aumentar, tornando ainda mais importante incluí-los na precificação. Além disso, as mudanças regulatórias e no cenário econômico do país também podem afetar o valor dos impostos, exigindo constante atualização e adaptação por parte dos empreendedores.

Em conclusão, ao calcular o preço de venda dos produtos, é fundamental levar em conta todos os custos envolvidos, incluindo os impostos. Isso garantirá uma precificação realista e coerente, além de assegurar o cumprimento das obrigações tributárias e o sucesso a longo prazo do negócio.

Por que usar uma ferramenta para calcular o preço de venda?

O uso de uma ferramenta para calcular o preço de venda pode ser uma grande vantagem para os empreendedores e vendedores que buscam uma precificação justa e eficiente para seus produtos e serviços.

Ao utilizar uma ferramenta automatizada, é possível obter resultados muito mais precisos e rápidos, sem precisar gastar tempo com cálculos manuais ou se preocupar com a possibilidade de erros na operação. Além disso, essas ferramentas já possuem todos os campos importantes considerados, de forma a garantir que não seja esquecido nenhum valor importante que pode influenciar no preço final.

Ao contar com uma base mais concreta de cálculo, será possível determinar valores que sejam justos tanto para o cliente quanto para o negócio, equilibrando o preço para obter as melhores margens de lucro possíveis.

Em suma, o uso de uma ferramenta para calcular o preço de venda pode ser uma excelente opção para qualquer empreendedor ou vendedor que busque uma precificação mais eficiente e precisa para seus produtos e serviços. Além disso, trata-se de uma forma de agilizar o processo e evitar erros, garantindo uma precificação justa e equilibrada para o seu negócio.

Perguntas Frequentes (FAQ)

  1. Como calcular preço de venda de um produto?

    Para calcular o preço de venda produto, você pode utilizar gratuitamente a Calculadora de Preço de Venda do iMaquininhas. Portanto, para calcular, basta somar os custos diretos e indiretos e aplicar a margem de lucro desejada.

  2. O que é custo?

    Os custo está relacionado diretamente com o produto. Coisas que podem ser consideradas como custos por exemplo: matéria-prima, mão de obra, embalagem, energia elétrica e etc.

  3. O que é despesa?

    As despesas estão relacionadas a gastos administrativos, ou seja, são gastos necessários para manter o empreendimento funcionando. Porém, não estão relacionadas a confecção ou aquisição de produto. A conta de luz, por exemplo, é uma despesa.

Conteúdos Relacionados