Maquininha Mercado Pago é boa? Conheça os 4 modelos, taxas e vantagens

Mercado Pago

Confira se a maquininha Mercado Pago é boa e vale a pena, conheça seus modelos e algumas das principais vantagens que acompanham a marca.

Embora seja uma das líderes do mercado atualmente, algumas pessoas ainda podem se perguntar se a maquininha Mercado Pago é boa.

Afinal, na hora de contratar essa forma de pagamento, é importante considerar todos os critérios antes de tomar uma decisão, para escolher a melhor empresa.

Nesse caso, o mais indicado é conhecer as alternativas e comparar suas características, para determinar se o serviço vale a pena.

E para te ajudar nessa análise, nós preparamos um guia especial, com tudo que você precisa saber para decidir se a maquininha Mercado Pago é boa mesmo e qual modelo é o mais adequado para o seu perfil.

Modelos de maquininhas de cartão da Mercado Pago

Antes de mais nada, para determinar se a maquininha Mercado Pago é boa, é fundamental que o vendedor conheça os principais modelos da linha.

Atualmente, a marca conta com 4 categorias diferentes, que apresentam características e benefícios distintos, para atender um público mais amplo.

Conheça mais detalhes sobre cada modelo antes de decidir se a linha vale a pena de fato:

Point Mini NFC 1

No momento, a Point Mini NFC 1 é uma das opções mais populares do Mercado Pago, por conta do seu custo-benefício.

O recurso se popularizou entre microempreendedores individuais (MEI) e profissionais autônomos, por conta das facilidades que apresenta.

Seu tamanho reduzido é ideal para transporte, além de apresentar uma taxa de adesão mais acessível.

Além disso, sua bateria pode durar até 8 horas, o que a torna uma alternativa atrativa para vendedores que precisam de mobilidade no dia a dia.

Embora seja recomendável para um volume mais baixo de vendas, quem planeja analisar se a maquininha Mercado Pago é boa pode começar pela Point Mini NFC 1, que oferece todos os serviços adicionais, mas com a praticidade de ser mini.

  • Preço da máquina: 12x de R$0,96;
  • Bateria: 8 horas;
  • Volume de vendas: baixo;
  • Vantagens: Envia o comprovante por e‑mail e SMS;
  • Desvantagens: Depende de celular.

Veja também quais as melhores máquinas de cartão para quem está começando!

Point Mini Chip

Enquanto isso, como o nome indica, a Point Mini Chip é a versão sem conexão Bluetooth do modelo mini.

Nesse caso, ela reúne os principais benefícios da categoria, como sua mobilidade e praticidade, adicionando a conexão via chip e Wi-Fi.

Com as últimas atualizações oferecidas pela administradora, a maquininha também passou a aceitar QR Code e Pix. Assim, pode oferecer ainda mais alternativas para os clientes no momento do pagamento.

Além disso, a Point Mini Chip equilibra a acessibilidade do modelo móvel e as facilidades da conexão via chip, que independe do uso do celular.

Por esse motivo, essa opção também é interessante para quem deseja saber se a maquininha Mercado Pago é boa.

  • Preço da máquina: 12x de R$11,90;
  • Bateria: 8 horas;
  • Volume de vendas: baixo;
  • Vantagens: Envia o comprovante por SMS, conexão via chip e Wi-Fi;
  • Desvantagens: Ainda utiliza 2G.

Agora, que tal conferir quais são as melhores máquinas de cartão com menor taxa?!

Point Pro 2

A Point Pro 2 é o primeiro modelo da linha a possibilitar impressão de comprovantes, sendo uma alternativa interessante para vendedores que procuram esse recurso.

Além disso, também inova ao trazer modernidades como pagamento por aproximação, visor iluminado e possibilidade de leitura de tarja magnética.

Uma vez que seu pacote de serviços adicionais é o mesmo das demais maquininhas, a opção se torna ainda mais completa para o empreendedor médio.

Ainda, também se destaca pela bateria de longa duração, e reposição gratuita de bobinas.

  • Preço da máquina: 12x de R$24,90;
  • Bateria: 24 horas;
  • Volume de vendas: médio;
  • Sem aluguel nem taxa de adesão;
  • Vantagens: Imprime o comprovante, reposição de bobinas gratuita, bateria de longa duração;
  • Desvantagens: difícil de transportar.

Saiba quais são as melhores maquininhas em que o dinheiro cai na hora!

Point Smart

Finalmente, para quem analisa se a maquininha Mercado Pago é boa, a Point Smart é o modelo mais tecnológico e avançado da linha.

Com tela touchscreen e sistema Android próprio, suas vantagens permitem vendas mais rápidas e um uso mais moderno das suas funções.

Além disso, ela também acompanha os benefícios das demais categorias, como pagamento por aproximação, impressão de comprovante e reposição de bobinas sem custos.

No entanto, por ser mais pesada, pode não ser a melhor opção para mobilidade, sendo ideal para vendedores que utilizam a forma de pagamento em seus estabelecimentos.

Em termos de serviço, a Point Smart é o modelo mais avançado e completo da linha Mercado Pago, sendo recomendada para altos volumes de vendas.

Alguns pontos que se destacam nessa máquina é sua bateria de 72 horas de duração, uma das mais resistentes do mercado, e o uso de chip 4G para conexão.

Enquanto as versões anteriores mantém planos 2G e 3G, a Point Smart já acompanha a quarta geração, mantendo uma conexão mais estável e contínua.

  • Preço da máquina: 12x de R$39,90
  • Bateria: 72 horas
  • Volume de vendas: Alto
  • Sem aluguel nem taxa de adesão;
  • Vantagens: Imprime o comprovante, permite criar catálogo de produtos para agilizar cobrança, bateria de longa duração, uso de 4G
  • Desvantagens: difícil de transportar, modelo mais caro da linha

Bandeiras aceitas pelas máquinas de cartão da Mercado Pago

Depois de conhecer mais detalhes sobre a linha da administradora, vale a pena verificar também as bandeiras aceitas pela categoria, antes de definir se a maquininha Mercado Pago é boa.

Isso porque, o vendedor pode depender de determinadas parcerias para o seu estabelecimento, e é importante que suas formas de pagamento sejam amplas e correspondam a essa demanda.

No entanto, as linhas Mercado Pago possuem parceria com as principais bandeiras do mercado, incluindo, atualmente:

  • Visa;
  • Mastercard;
  • American Express;
  • Elo;
  • Hipercard;
  • Hiper;
  • Dinners Club;
  • Sodexo.

Dessa forma, além de trabalhar com os nomes mais populares de bandeiras, também aceita voucher e vale-alimentação, o que já amplia mais as alternativas para o vendedor e para os clientes.

Taxas e tarifas da maquininha Mercado Pago

Outro critério importante na avaliação para determinar se a maquininha Mercado Pago é boa são as taxas praticadas pela empresa.

Como líder do segmento, atualmente, as maquininhas possuem tarifas fixas, sem variação de plano de recebimentos ou por bandeira.

Isso permite um maior equilíbrio entre as taxas, além de possibilitar ao vendedor mais facilidade na hora de calcular seus recebimentos.

No momento, a taxa para débito é de 1,99%, enquanto as taxas para crédito à vista acompanham as seguintes determinações:

  • 4,74% para recebimento na hora;
  • 3,79% para recebimento em 14 dias;
  • 3,03% para recebimento em 30 dias.

Para compras parceladas, a tarifa de liberação do dinheiro é de no mínimo 3,60% (para recebimento em 30 dias) e pode chegar a 5,31% (para recebimento na hora).

Já as tarifas de parcelamento acompanham uma tabela diferenciada, mas, caso o vendedor opte pela alternativa em que o cliente arca com os custos do parcelamento, essa tarifa será zerada.

Vantagens e desvantagens das máquinas de cartão da Mercado Pago

Finalmente, empreendedores que desejam saber se a maquininha Mercado Pago é boa também podem se interessar pelas suas vantagens e desvantagens.

Em um primeiro momento, os modelos da marca acompanham uma reputação sólida e reconhecida no mercado. Afinal, o Mercado Pago se consolidou entre os principais nomes de maquininhas de cartão de crédito.

Além disso, apresenta uma qualidade equilibrada reconhecida pelos usuários, com taxas fixas que são competitivas.

No entanto, apesar de apresentar um catálogo atrativo de modelos, seus serviços adicionais também chamam a atenção.

Isso porque ela oferece o acompanhamento de conta digital gratuita, cartão para movimentação e plataforma de gerenciamento exclusivo para vendedores.

Ainda, também disponibiliza outras vantagens, como:

  • transações por QR Code e Pix;
  • programa de pontos;
  • 3 anos de garantia em qualquer modelo;
  • frete grátis;
  • suporte sem custos.

De modo geral, a cesta de soluções de vendas da maquininha Mercado Pago é boa, com ferramentas adicionais que permitem acessar relatórios e até mesmo dividir as permissões de uso para os funcionários.

Por outro lado, existem alguns pontos técnicos menos positivos quanto à maquininha, e vale a pena se atentar para eles.

Por exemplo, o plano de dados muda de acordo com o modelo, e não são todas que possuem a conexão mais moderna, o que pode prejudicar a velocidade da transação.

Além disso, modelos mais modernos podem ter uma taxa de adesão elevada, e apenas a categoria mais simples é, de fato, acessível para todos os perfis.

Detalhes técnicos como esses podem comprometer a experiência do vendedor e sua decisão se a maquininha Mercado Pago é boa e vale a pena.

Portanto, a maquininha da Mercado Pago é boa?

Diante de uma análise técnica, a maquininha Mercado Pago é boa e cumpre a sua função.

Uma das líderes do segmento na atualidade, ela possui um catálogo variado e atrativo de modelos, disponíveis para atender perfis distintos de vendedores.

Em relação ao atendimento ao consumidor, a nota da empresa no Reclame Aqui é 7,0, sendo avaliada como boa.

Além disso, suas ferramentas são versáteis, e apresentam todas as principais funcionalidades necessárias para facilitar as vendas de um estabelecimento.

A variedade de bandeiras e serviços adicionais que acompanham as maquininhas também são pontos positivos para a marca.

Ademais, suas tarifas e preços de aquisição estão dentro da média, uma vantagem para empreendedores que buscam o melhor custo-benefício.

Por isso, embora existam algumas ressalvas quanto às suas características de constituição, a maquininha Mercado Pago é boa, de forma geral, e vale a pena conhecer mais detalhes sobre ela ao comparar suas opções.