Como usar maquininha de cartão: entenda como funciona!

Negócios

Veja o passo a passo e entenda como usar uma maquininha de cartão. Entenda também como as máquinas funcionam e por que ter uma na sua loja!

Escrito por: Victor Leitão - atualizado em: 22/05/2024

Nos dias de hoje, é quase uma obrigação para qualquer tipo de negócio fornecer pelo menos duas ou três formas de pagamento aos seus clientes. Isso, porque empresas que não se adaptam acabam perdendo vendas.

Por isso, é comum vermos desde um vendedor autônomo até grandes organizações utilizando alguma maquininha de cartão. Com ela, é possível disponibilizar, além do pagamento em dinheiro, opções de débito e crédito à clientela.

Fora a questão de segurança, pelo fato de não movimentar tanto dinheiro físico, seu uso também traz outras inúmeras vantagens tanto para a empresa quanto para o comprador. Em pagamento no crédito, por exemplo, o cliente tem a possibilidade de parcelar e a empresa tem a certeza de que receberá o valor sem atraso.

E se você tem dúvidas de como usar maquininha de cartão ou quer entender melhor seu funcionamento, continue a leitura. Vamos esclarecer suas dúvidas e guiar você por meio de um passo a passo bem simples. Confira!

Como funciona uma máquina de cartão?

Diante da prática cotidiana de usar o cartão de débito ou crédito para efetuar o pagamento das nossas compras, nem damos conta de toda a tecnologia que há por trás de cada transação e como funciona uma máquina de cartão. Não é mesmo?

Na prática, uma máquina de cartão é responsável por fazer a leitura do chip de um cartão de crédito ou débito e fazer a comunicação entre o cliente, a loja, a empresa fornecedora do aparelho e a empresa de pagamentos – tudo isso em questão de segundos.

Todas as informações que estão no cartão como nome, número da conta, data de validade e código de segurança são coletadas durante a inserção na máquina ou aproximação. Assim, é possível executar os próximos passos, que são:

  1. Se conectar com a operadora do cartão;
  2. Verificar se há saldo disponível para efetuar o pagamento;
  3. Verificar se não há bloqueio por roubo ou perda;
  4. Efetuar a cobrança;
  5. Confirmar a transação.

A transmissão de dados é criptografada de ponta a ponta, para impedir que dados sejam roubados. Desse modo, mesmo que a maquininha necessite de um celular para funcionar, as informações continuam seguras, pois não são armazenadas nos aparelhos.

Da mesma forma, acontece no caso de máquinas de cartão que são integradas ao PDV (Ponto de Venda). As únicas informações enviadas para o sistema são os de aprovação e do comprovante, não os dados do cartão.

Leia também: Saiba qual a melhor máquina de cartão para quem está começando!

Como usar uma maquininha de cartão na hora de vender: passo a passo

Agora que você já sabe como funciona uma máquina de cartão por “trás da tela”, vai ficar muito mais fácil entender como usá-la no seu dia a dia. Além disso, não há segredo, em pouco tempo você se acostuma com ela.

Em geral, as próprias empresas fornecedoras dos aparelhos disponibilizam um manual de como usar maquininha de cartão. Inclusive, apesar da grande variedade de modelos no mercado, não há tantas diferenças no funcionamento. Porém, é sempre bom ler o manual antes de começar a utilizá-la.

Agora, se você pretende adquirir uma maquininha para o seu negócio ou acabou de receber a sua e não sabe como utilizá-la, fique tranquilo(a). Preparamos um passo a passo para você:

1. Inicie sua maquininha

O primeiro passo é ligar o aparelho, se ele já não estiver ligado, é claro. Aliás, o ideal é que sua maquininha esteja sempre ligada, para que seu cliente não fique esperando muito tempo e comece a formar uma enorme fila.

Verifique também se a bobina para impressão dos comprovantes está inserida no aparelho e se ainda há papel. Caso o aparelho não ligue, pode ser a bateria que está fraca. Então, coloque para carregar e tente novamente.

2. Digite o valor da venda e informe ao cliente

Com o aparelho ligado, o passo seguinte é digitar o valor que deverá ser cobrado do cliente. Mostre a ele e confirme se está correto.

3. Selecione a forma de pagamento

Pergunte qual a forma de pagamento desejada pelo cliente, que pode ser crédito, débito, ticket alimentação, PIX com QR Code e outros.

Sempre confirme se sua operadora aceita aquela bandeira e o tipo de cartão. Caso ele escolha crédito, pergunte também se deseja parcelar, qual o número de parcelas ou se prefere pagar à vista.

4. Agora é hora de aproximar, inserir ou passar o cartão

Em cartões mais antigos, sem chips, a leitura dos dados é feita por meio da tarja magnética, ao passá-los na parte indicada ao lado da maquininha. Entretanto, hoje em dia quase todos os cartões possuem chips, que precisam ser inseridos na parte inferior da maquininha.

Atualmente, há também a possibilidade do pagamento ser feito por meio da aproximação, conhecido como contactless. Inclusive, não somente do cartão, mas também de smartphones, smartwatches (relógios inteligentes), pulseiras e outros dispositivos com tecnologia NFC.

5. Passe a maquininha para o cliente digitar a senha

Caso o cliente tenha escolhido o pagamento por aproximação, na maioria dos casos quando o valor da compra não é tão alto, nem é necessário digitar a senha. Contudo, caso a maquininha solicite, entregue para o cliente digitar sua senha.

6. Por fim, espere a maquininha confirmar a aprovação do pagamento

Dando tudo certo naquele processo onde detalhamos como funciona a máquina de cartão, logo aparecerá uma mensagem de “transação aprovada”. Imprima seu comprovante para um bom controle financeiro empresarial e pergunte se o cliente deseja sua via. Imprima e entregue-a, se a resposta for sim.

Prontinho, venda feita com sucesso. Viu como usar maquininha de cartão não é aquele bicho de sete cabeças que você imaginava? É tão simples quanto repassar o troco em dinheiro para o seu cliente.

Aliás, essa é uma das grandes vantagens de utilizar a máquina de cartão no seu estabelecimento. Mas calma, são tantas que resolvemos criar um tópico só para falar delas. Quer saber quais são? Continue lendo!

Aprenda mais: Melhor máquina de cartão para MEI: as 5 opções mais relevantes do mercado!

Por que devo ter uma maquininha de cartão no meu estabelecimento comercial?

Como dissemos anteriormente, disponibilizar mais de uma forma de pagamento para os seus clientes é essencial para o sucesso de qualquer negócio. E para isso, é necessário ter tecnologias que o apoiem nesse sentido, como usar uma maquininha de cartão para vender, por exemplo.

Com um mercado cada vez mais competitivo e clientes muito mais criteriosos, é preciso se diferenciar da concorrência para fidelizá-los. Quantos negócios não deixaram de vender mais por não aceitar o Auxílio Brasil como forma de pagamento, por exemplo?

Bom, se você ainda não está totalmente convencido de que ter uma maquininha de cartão no seu estabelecimento é indispensável, provavelmente vai mudar de ideia quando ver essas vantagens que listamos a seguir. Veja como ela pode ser super vantajosa para o seu negócio!

Ajuda a vender para mais pessoas

Com o mundo cada vez mais digital e conectado, será raro ver pessoas carregando dinheiro na carteira ou na bolsa. É claro que o pagamento via PIX contribuiu bastante também para essa mudança. Porém, nem sempre o cliente está com uma boa internet ou tempo para acessar o aplicativo do banco e fazer a transferência.

Por isso, o pagamento via cartão, seja débito ou crédito, ainda fica na frente no quesito praticidade. Principalmente quando há a tecnologia de contactless – ou pagamento por aproximação.

Aliás, muitos bancos vêm incentivando, por meio de descontos e cashback, o uso de smartphones, relógios inteligentes, pulseiras e outros dispositivos para pagamento por aproximação. Ou seja, eles estão se antecipando às tendências e tentando fidelizar seus clientes.

“Mas como usar maquininha de cartão vai me fazer vender mais?”

Quando você dá mais opções de pagamento aos seus clientes, é claro que as chances de vender para mais pessoas aumentam. Vamos pegar o exemplo de quem recebe vale-alimentação no cartão ou está sem dinheiro, mas tem limite no cartão de crédito. Sem uma maquininha seria difícil vender para essas pessoas, não é mesmo?

Por isso, não deixe de perder vendas e alcance muito mais pessoas oferecendo a elas várias modalidades de pagamentos – inclusive cartões.

Oferece uma maior segurança

A queda do hábito de andar com dinheiro na carteira ou na bolsa também está bastante associada à insegurança que as pessoas sentem atualmente. Dinheiro circulando assim é alvo certo para os criminosos.

Lojas, restaurantes e outros tipos de estabelecimentos correm o mesmo risco quando deixam o caixa cheio. Afinal, não dá para conhecer todos que passam ali pelo caixa.

Por esse motivo, quanto menos dinheiro no caixa, menor será o seu prejuízo caso ocorra algum roubo ou assalto. Além disso, será um alvo pouco desejado pelos criminosos, já que a maior parte dos recebimentos será em outras modalidades de pagamento.

A segurança vai ainda além para quem deseja vender com uma maquininha de cartão. Isso, porque poderá vender parcelado no crédito sem se preocupar com o pagamento, pois a própria operadora do cartão será a fiadora.

Vale ressaltar que vendas fiadas ou feitas no boleto costumam gerar muitas dores de cabeça para os negócios, que precisam ficar cobrando pagamentos em atraso. Em vária ocasiões, nem chegam a receber os valores e acabam ficando no prejuízo.

A alternativa então, no caso, seria passar a vender de forma parcelada apenas no cartão de crédito e não assumir mais estes riscos. Desta forma, pode até receber o pagamento à vista, mesmo que o cliente opte por parcelar.

Entenda melhor: Maquininha que cai o dinheiro na hora: as melhores opções!

Facilita o controle do caixa

Já chegou no fim do expediente e viu que estava faltando ou sobrando valores no caixa? Isso acontece bastante por consequência de erros na hora de dar o troco ou conferir os valores.

Quando as vendas são feitas no débito ou crédito, é muito mais fácil identificar cada venda por meio da impressão do extrato da maquininha. Assim, é possível ter um melhor controle do caixa e evitar prejuízos.

Aumentar o ticket médio das vendas

Quando o estabelecimento aceita cartão de crédito como forma de pagamento, facilita a vida de seus clientes, que têm a possibilidade de parcelar. Com isso, o valor da compra tende a ser maior, aumentando o ticket médio do seu negócio.

Sem uma maquininha de cartão isso dificilmente seria possível, já que a maioria das pessoas não têm como comprar itens de valor mais alto à vista. Por isso, não deixe de ganhar mais, adquira sua maquininha de cartão.

Maquininha de cartão: fácil de usar e cheia de vantagens

Como você viu, ter uma maquininha de cartão no seu estabelecimento faz uma grande diferença para o seu cliente, pois lhe dá a possibilidade de pagar de várias formas. Além disso, traz diversas vantagens para o seu negócio como ganho de clientes, maior segurança, controle de caixa e aumento do ticket médio.

Apesar de toda a tecnologia e mecanismos que existem por trás desses aparelhos, você pôde ver como usar maquininha de cartão é super fácil e tranquilo. Em poucos segundos você realiza uma venda e recebe o valor direto na sua conta.

Esperamos que tenha gostado do conteúdo e entendido, através do nosso passo a passo, como usar maquininha de cartão. Não deixe de conferir nossas outras publicações sobre o assunto também, veja abaixo a lista que preparamos!

Conteúdos Relacionados