Saiba o que é a maquininha PIN Pad, como ela funciona e qual sua relação com a TEF!

Significado

Confira o que é a máquina de cartão PinPad e qual a diferença entre PinPad e POS. Veja também os modelos das marcas Gertec e Ingênico, além dos principais tipos de erro que podem acontecer nesses aparelhos.

Escrito por: Victor Leitão - atualizado em: 21/05/2024

PIN Pad é um aparelho presente em diversos estabelecimentos, que tem como função receber pagamentos dos consumidores nas diferentes modalidades de cartão, dando mais praticidade tanto para os clientes quanto para os lojistas.

Porém, alguns comerciantes ainda não sabem como funciona o PIN Pad e se essa solução é ideal para sua loja. 

Para ajudar a esclarecer essa questão, preparamos um conteúdo com as principais informações sobre o assunto, além de apresentar algumas das opções disponíveis no mercado, para que você possa definir se vale ou não a pena contar com essa tecnologia. Confira, a seguir!

O que é PIN Pad? 

O PIN Pad é um aparelho eletrônico utilizado para receber pagamentos que são feitos com cartões de crédito ou débito nos estabelecimentos, otimizando o processo de vendas de produtos tanto para a loja quanto para o cliente.

Esse sistema pode aceitar a maioria das formas de pagamento, que incluem vale-alimentação, vale-refeição e uma grande variedade de bandeiras, atraindo mais consumidores. 

Essas máquinas funcionam por meio do sistema TEF (Transferência Eletrônica de Fundos) e são compostas por uma tela — em que o valor da compra fica disponível para visualização — e um teclado numérico, no qual deve ser digitada a senha do cartão. 

Dependendo da solução contratada, as maquininhas podem vir configuradas para aceitar pagamentos por aproximação ou por meio da leitura de um QR Code na tela, expandindo mais ainda as possibilidades de pagamento.

Saiba quais são as melhores máquinas de cartão neste ano!

Como funciona o PIN Pad e qual sua relação com a TEF?

A relação das máquinas PIN Pad com o sistema TEF é essencial já que, para que elas funcionem, é necessário existir a integração das duas partes. 

Para que o pagamento seja concluído dessa maneira, o estabelecimento deverá ter instalado previamente em algum equipamento (computador, smartphone ou tablet) o sistema que permita o repasse das informações.

Os dados colhidos na máquina são criptografados e enviados para o adquirente e/ou administradora do cartão, para que o pagamento seja analisado e o cliente tenha resposta positiva ou negativa da transação.

Essa máquina deve ser adquirida quando o serviço oferecido por uma adquirente não inclui o aparelho em seu contrato. 

Porém, esse costuma ser um cenário mais incomum, tendo em vista que a maioria das empresas já fornecem a solução completa para os clientes, incluindo software a ser instalado no computador e o PinPad.

Quais são os principais modelos de maquininha de cartão PIN Pad?

Atualmente, existem no mercado diversas opções de marcas e modelos PIN Pad, para atender a diversos tipos de demanda dos comerciantes e varejistas em todo o país. 

É possível encontrar aparelhos que necessitam de uma conexão com algum aparelho externo — como no sistema TEF, que utilizam um software instalado em um computador fixo. 

Contudo, quem não tem uma solução dessa no estabelecimento pode optar por uma das versões mobile, que trabalham com conexão bluetooth e permitem que a máquina seja levada até o cliente, desde que o trajeto seja de poucos metros.

No caso dos atendimentos delivery — cujas distâncias são maiores —, o entregador precisará levar um aparelho smartphone ou tablet para que haja a conexão dos sistemas e a transação possa ser concluída normalmente.

A seguir, conheça um pouco mais sobre os principais modelos de máquinas Pin Pad disponíveis no mercado:

PIN Pad Gertec

A Gertec é uma empresa nacional, cujo foco é oferecer soluções e aparelhos tecnológicos eficientes, que permitam a automação dos meios de pagamentos. 

Na loja virtual da marca, são oferecidas opções de aparelhos POS, PIN Pad, além de outros equipamentos voltados para o universo comercial.

A empresa comercializa 4 modelos de PIN Pad, que podem ser comprados diretamente pelo site. A forma de pagamento é facilitada, sendo possível dividir o valor total do produto em até 6x, desde que a parcela mínima seja de R$80,00. Confira as opções:

PIN Pad Bluetooth MP5 Multi

É um modelo compacto que pode ser utilizado para receber pagamentos dos principais sistemas TEF disponíveis no mercado ou utilizando computador, tablet, smartphone com conexão sem fio e também por meio de cabo USB. 

Além disso, este é o primeiro PIN Pad Bluetooth que possui sistema multi-chave inserido no aparelho.

No entanto, é preciso destacar que esse modelo não é compatível com iFood, limitando um pouco seu uso.

PIN PAD Bluetooth MP5 para desenvolvimento

Essa é uma versão exclusiva para o desenvolvimento de software e possui as mesmas características do modelo anterior — inclusive a incompatibilidade com o iFood. A principal diferença é que ela conta com essa especificação de utilização.

PIN Pad PPC930

Tem um ótimo desempenho de funcionamento, tornando as vendas mais rápidas e práticas. Além disso, esse é um dos modelos mais tecnológicos da marca. 

Com ele é possível aceitar pagamentos por TEF, contactless ou conectando um cabo USB a algum terminal do estabelecimento..

PIN Pad PPC930 para desenvolvimento

Criado também com o objetivo de ser utilizado exclusivamente para o desenvolvimento de software, esse aparelho possui display colorido, aceita pagamentos por aproximação e é compatível com Transferência Eletrônica de Fundos (TEF).

PIN Pad Ingênico

A Ingênico também é uma empresa voltada para as soluções tecnológicas e automação dos pagamentos comerciais. Entretanto, diferentemente da Gertec, sua origem não é nacional. 

O principal modelo da marca é o PIN Pad Lane/3000, que foi projetado para trazer mais conveniência aos comerciantes e varejistas. Com ele, é possível aceitar de forma rápida e segura algumas das principais formas de pagamento, como TEF e contactless.

Qual a diferença entre PIN Pad e POS?

O fato que mais diferencia uma máquina PIN Pad de uma POS (Points of Sale, ou “Ponto de Venda”, em tradução para o português), é que a primeira tem que estar conectada a outro aparelho externo para funcionar, como computador ou tablet.

Já na segunda solução, essa necessidade não existe. Porém, ambos possuem a função de receber pagamentos feitos com cartões de crédito, débito, vale-alimentação ou refeição.

Os aparelhos POS são opções mais independentes, pois podem ser utilizadas mesmo sem estarem conectadas a outro terminal. Em adição, eles são capazes de emitir a via do cliente e a do estabelecimento por meio de uma mini impressora acoplada.

Eles funcionam com conexão Wi-Fi ou chip de celular para acessar a internet. No entanto, todo processo de lançamento de dados financeiros e de vendas não ocorre de forma automática no sistema, como acontece com as maquininhas PinPad.

Confira nossa listas das melhores máquinas de cartão com menor taxa!

Erro PIN Pad: quais são os principais problemas que podem acontecer com sua maquininha?

Apesar de oferecer diversos benefícios, como tecnologia, automação e agilidade no recebimento das vendas, as máquinas PIN Pad também estão sujeitas a alguns erros de funcionamento.

Caso você esteja pensando em adquirir uma, é importante saber quais são eles e como resolvê-los.

Instabilidade na conexão

Como esses dispositivos sempre devem estar conectados a um computador ou tablet, os erros mais comuns estão relacionados à essa conexão, que é feita por meio do cabo USB. 

Se ele estiver mal conectado, por exemplo, pode ocasionar a incapacidade do sistema em concluir a transação.

Para conferir se está tudo certo, siga o mini tutorial abaixo:

  1. Na sua PIN Pad, acesse a opção “Computador”;
  2. Depois, vá até “Propriedades”;
  3. Busque pela opção “Gerenciador de Dispositivos”;
  4. Em seguida, clique novamente em “Propriedades”;
  5. Escolha “Configurações de Porta”;
  6. Clique em “Avançado”. 

Por lá, será possível visualizar o modelo da sua maquininha e confirmar se ela está  conectada corretamente. 

PIN Pad 31 e PIN Pad 211

Além desse erro citado acima, ao tentar receber um pagamento, pode aparecer na tela a mensagem: “PIN Pad 31” e “PIN Pad 211”. 

Isso significa que o sistema está sem comunicação com o computador — ocasionado por algum defeito no PC ou na maquininha — ou que o cabo USB foi inserido no local incorreto, sendo necessário alterar a porta em que ele foi conectado.

Caso o problema seja no equipamento PIN Pad, será necessário entrar em contato com o suporte. Dependendo do plano contratado, eles devem providenciar o reparo ou a troca imediata do aparelho.

Conclusão

Como você pôde acompanhar, as máquinas PIN Pad são uma ótima solução para comércios que têm um grande fluxo de vendas e de clientes. Em conjunto com o sistema TEF, é possível diminuir as filas nos caixas e facilitar a vida dos clientes e comerciantes.

Como os pagamentos feitos com cartões de débito e crédito já movimentam bilhões todos os anos, instalar uma PIN Pad em seu estabelecimento pode ser a solução ideal para alavancar as vendas.

Portanto, caso você tenha se decidido por essa solução, busque por uma das marcas que oferecem esse aparelho, adquira a sua e ofereça mais praticidade aos consumidores!

Para finalizar este conteúdo, você sabia que temos diversos artigos aqui no site analisando as principais maquininhas de cartão disponíveis no mercado? Não? Então, veja alguns deles a seguir:

Perguntas Frequentes (FAQ)

  1. O que significa a palavra PIN Pad?

    PIN Pad é um aparelho eletrônico que trabalha com sistema TEF (Transferência Eletrônica de Fundos) e sua principal função é receber pagamentos feitos com cartões de crédito ou débito, seja com a digitação de senha ou por aproximação (contactless).

  2. Como funciona um PIN Pad?

    O sistema (TEF) acoplado à maquininha registra as informações da transação e faz a autorização ou recusa do pagamento, mediante a inserção ou aproximação do cartão.

  3. Qual a diferença entre PIN Pad e POS?

    O PIN Pad precisa estar conectado de maneira física a um computador ou tablet para que o sistema funcione. Já o POS é mais independente, sendo possível transportá-lo e finalizar o pagamento por meio da conexão Wi-Fi ou chip de celular. 

Conteúdos Relacionados