Saiba o que é taxa MDR e qual a sua relação com as maquininhas de cartão!

Significado

Entenda o que significa a taxa MDR (Merchant Discount Rate), qual sua relação com as máquinas de cartão, como funciona a cobrança, para quem vai o dinheiro, como saber a tarifa cobrada pelas empresas e se existe serviço sem taxa MDR.

Escrito por: Victor Leitão - atualizado em: 21/05/2024

A taxa MDR é uma das principais cobranças para quem possui serviços de recebimento por cartão, e é importante entender do que se trata essa tarifa e como ela funciona.

Atualmente, o mercado possui uma série de alternativas para empreendedores e vendedores que desejam expandir seu negócio por meio dos cartões de crédito e débito, formas de pagamento cada vez mais escolhidas pelo consumidor.

No entanto, as operações também acompanham algumas cobranças, e entender o que são esses valores pode ajudar os gestores na hora de administrar suas vendas. 

Nesse sentido, saber o que é a taxa MDR, uma das mais relevantes do mercado, é fundamental para compreender o que está por trás da sua maquininha de cartões.

Por isso, confira o guia especial que preparamos sobre essa tarifa e veja como ela pode influenciar no seu faturamento.

O que é taxa MDR e qual a sua relação com as máquinas de cartão?

A taxa MDR, ou Merchant Discount Rate (Taxa de Desconto do Lojista, em tradução literal) é a tarifa administrativa cobrada sobre as transações financeiras realizadas em uma maquininha de cartão.

Esse valor é cobrado dos lojistas para todas as compras feitas no débito ou no crédito, bem como em outras modalidades, como voucher ou saldo-alimentação.

A tarifa é determinada pelas empresas que fornecem os equipamentos, conhecidas como adquirentes, e é paga também aos envolvidos na operação que permite realizar o pagamento com cartão.

A taxa MDR incide sobre todos os tipos de modalidades, incluindo compras virtuais. Desde que o vendedor esteja utilizando uma tecnologia para mediar o pagamento, existe o desconto automático dessa cobrança sobre o valor.

No momento em que o empreendedor avalia uma alternativa de maquininha para comprar, ele pode encontrar esses valores como os juros cobrados de cada compra.

Aproveite para conferir nossa lista das melhores máquinas de cartão com menor taxa!

Como funciona a cobrança da taxa MDR?

O pagamento em uma maquininha de cartão é uma operação simples para o vendedor e também para o cliente, pois existem companhias responsáveis por mediar esse pagamento. No entanto, elas também realizam a cobrança de um percentual sobre o serviço, que é a taxa MDR.

Uma vez que o cliente utiliza seu cartão para pagar uma compra, a empresa adquirente envia os dados para a bandeira, que, por sua vez, contacta o emissor para verificar a existência de saldo ou limite.

Em seguida, a bandeira aprova a transação, enviando essa informação para a adquirente, que também verifica o tipo de transação, como débito ou crédito.

Por fim, a empresa que fornece a maquininha finaliza a compra e repassa o valor para o vendedor, mas com os devidos descontos por conta dessa comunicação e mediação de valores.

Os agentes responsáveis pelo equipamento realizam a cobrança da taxa MDR de forma automática, sobre cada compra, independentemente do valor ou forma de pagamento.

Geralmente, a tarifa possui um valor percentual fixo, mas existe a possibilidade de variação conforme as parcelas, por exemplo.

Para quem vai o dinheiro da taxa MDR?

Embora a taxa MDR seja cobrada pela adquirente, existem outros serviços que são remunerados com esse valor após uma transação.

No entanto, é importante reforçar que a tarifa incide apenas uma vez sobre o vendedor, mesmo que existam outros envolvidos.

Confira os três principais agentes remunerados por esse percentual:

1. Emissores

Os emissores são os agentes que habilitam e emitem um cartão utilizado para o pagamento, seja no crédito, débito ou voucher.

Nesse caso, trata-se dos bancos, instituições financeiras ou cooperativas de crédito que concedem o serviço necessário para o cliente utilizar essa margem de compra.

Além disso, os emissores também se responsabilizam pela cobrança das faturas ou pelo desconto do saldo em débito, se for o caso.

Usualmente, são esses agentes que possuem a maior parte da taxa MDR, entre 70% e 90% do valor. Essa parcela recebe o nome de taxa de intercâmbio, e é enviada para os bancos por conta do risco assumido por eles durante um pagamento, com a cessão de crédito.

Ainda, o valor dessa taxa pode variar conforme a modalidade do cartão e o tipo de transação escolhida. Por exemplo, um cliente Gold que paga no crédito tem uma participação diferente na tarifa, em comparação a um cliente Platinum que realiza as compras no débito.

Todos os detalhes desse repasse podem ser conferidos no extrato detalhado fornecido pela instituição.

2. Bandeiras

Enquanto isso, as bandeiras de cartão também são remuneradas com a taxa MDR. Elas são as empresas que regularizam o uso dos cartões no mercado, intermediando o contato entre adquirentes e os emissores para validar as transações.

Além disso, são responsáveis por credenciar os estabelecimentos e definir as regras de parcelamento.

De todo modo, em comparação aos bancos e instituições financeiras, sua participação de recebimento é consideravelmente menor.

3. Adquirentes

Por fim, as adquirentes são as empresas que habilitam os vendedores a receber suas vendas por meio de cartões de crédito ou débito, além de administrar o uso das maquininhas e transações online, como PagSeguro, Mercado Pago ou Cielo.

Embora essas companhias realizem a cobrança da taxa MDR e façam a liquidação do faturamento para repassar ao empreendedor, sua participação também é menor, em comparação aos bancos.

Além disso, o valor percentual recebe o desconto de impostos antes de ser enviado para a adquirente.

Como saber a taxa MDR de uma empresa?

Por fim, depois de saber sobre a incidência da taxa MDR, os vendedores podem conferir se a empresa realiza essa cobrança a partir dos Termos de Uso do seu serviço, que acompanham o contrato de solicitação.

Nesse caso, se o vendedor está avaliando uma alternativa de maquininha de cartão, deve ficar atento para esses documentos, localizando o valor da taxa antes de finalizar o acordo.

Atualmente, com o número de concorrentes que estão se popularizando no segmento de pagamentos, as empresas buscam oferecer taxas cada vez mais competitivas.

Ademais, existe a necessidade de transparência quanto a essa informação, de modo que na maioria dos casos os vendedores podem ter acesso a todos os detalhes de maneira simples e rápida, mesmo nos termos de uso ou nos contratos de serviço.

Geralmente, as tarifas estão exibidas na página principal do site das adquirentes, ou junto dos detalhes de cada equipamento que compõem o seu catálogo.

O usuário poderá identificá-las por outros nomes, como:

  • taxa de débito e crédito;
  • taxa de parcelamento;
  • valor de antecipação;
  • percentual fixo e variável por parcela.

Nesse caso, é recomendável que o vendedor se atente para cada informação, além de realizar simulações para diferentes formas de pagamento, conferindo qual a cobrança de cada taxa MDR.

É comum que as páginas virtuais das adquirentes forneçam ferramentas para que o empreendedor verifique o total recebido em cada caso, o que ajuda na avaliação do serviço com o melhor custo-benefício.

Contudo, é importante se atentar para a existência de outras taxas secundárias, como o repasse por parcela. 

Tratando-se de uma operação de maior risco para os envolvidos, especialmente para os emissores de cartão, é comum que a tarifa seja maior, e apresente percentuais variáveis pelo número de mensalidades escolhidas.

Esses valores normalmente serão descontados do vendedor, sendo fundamental se atentar a eles.

Emissores e bandeiras cobram taxa MDR diretamente?

Atualmente, somente as adquirentes realizam a cobrança da taxa MDR para o vendedor. Embora o repasse seja feito para outros responsáveis, não há cobrança extra de nenhuma tarifa nesse sentido.

O que pode acontecer é que os emissores, como bancos e instituições financeiras, determinem valores adicionais para determinadas ações com o cartão de crédito.

No entanto, quanto ao pagamento nas maquininhas ou online, não existe nenhuma taxa que incide diretamente sobre o usuário ou titular do serviço.

Por esse motivo, os vendedores devem conferir somente o site das adquirentes em busca de determinar a taxa MDR, pois outros envolvidos nas operações não contam com esses juros.

Existe serviço sem taxa MDR?

Para vendedores que se interessam por investir em uma maquininha de cartão, é interessante saber se existe algum serviço sem a taxa MDR. No entanto, atualmente, todas as adquirentes do mercado cobram esse valor das transações.

Isso, porque se trata de uma remuneração pelo serviço prestado, além do fornecimento da maquininha e de todas as ferramentas necessárias para realizar a venda.

Por esse motivo, não é possível encontrar uma alternativa sem tarifas de transação. Entretanto, o vendedor pode procurar pelas maquininhas com as menores taxas, a fim de encontrar o produto com o melhor custo-benefício para o seu perfil.

Além disso, é recomendável sempre encontrar cada taxa MDR e seu percentual antes de fechar um acordo, simulando os recebimentos para não ter surpresas com o faturamento das suas vendas.

Assim, conhecer mais sobre essa cobrança e como ela funciona é essencial para ter um maior controle sobre as finanças do seu negócio.

Gostou de conhecer o significado do termo MDR? Deixe sua opinião nos comentários para que possamos entender se o nosso conteúdo atendeu as suas expectativas ou não.

Por último, mas não menos importante, você sabia que já produzimos diversos artigos analisando as opções de máquina de cartão disponíveis no mercado e outros conceitos relacionados a esses produtos? Não? Então, veja agora mesmo alguns de nossos textos:

Conteúdos Relacionados